Uncategorized

O CAMINHO DAS PEDRAS: CLARISSA BORGES (AGU, PFN E PROCURADORIAS)

Oi, pessoal! A Clarissa Borges, com 25 anos, foi aprovada no concurso da AGU, PFN, dentre outras Procuradorias. O depoimento dela é valiosíssimo! Ler relatos de aprovados tem outro aspecto muito construtivo: a identificação. Nem tudo são flores na vida do aprovado. Saber a trajetória de outra pessoa até a vitória dá muito ânimo porque conseguimos visualizar que o sucesso está na persistência e na dedicação.

FNR: Quando começou a estudar pra concurso?
Clarissa: Decidi que queria estudar para concurso no 8º período da faculdade. Me matriculei em um cursinho telepresencial e assistia aulas todos os dias. Contudo, não consegui acompanhar o estudo para concursos com o final da faculdade, juntamente com a OAB e a monografia. Então, eu só assistia as aulas e fazia anotações, mas não revisava, nem mesmo fazia questões sobre os temas estudados. Além disso, não tinha costume nenhum de estudar informativos. (mais…)

Anúncios

O CAMINHO DAS PEDRAS: DANILO DIAS (AGU, DPU E TRF5)

Oi, pessoal! O que fazer pra passar num concurso público? A resposta é óbvia e infelizmente não trago nenhuma fórmula mágica: estudar, estudar, estudar… No entanto, a experiência dos aprovados ensina, e como ensina! Isso não quer dizer que você deva seguir exatamente a trajetória do aprovado. Pelo contrário: o intuito é mostrar que vários caminhos podem levar à aprovação. Não há um único método de estudo. Contudo, ler os relatos dos aprovados é bastante enriquecedor pra alertar sobre erros e para fazer o concurseiro enxergar outros aspectos que não tinha considerado antes.

O Danilo Dias, meu ex-colega na DPU (na época, aprovado em 2º lugar), recentemente tomou posse como juiz federal na 5ª Região e vai nos contar sua trajetória até a posse. 🙂

FNR: Quando começou a estudar pra concurso?
Danilo: Iniciei meus estudos no meio de 2006, quando ainda me encontrava no terceiro ano do ensino médio e já sabia que cursaria Direito. Desde o começo da faculdade já tinha a intenção de prestar concurso público (por incentivo do meu pai, que também é servidor).
A princípio, pretendia ser aprovado em concurso de nível médio para alcançar uma certa estabilidade profissional e econômica, de modo a não ficar desesperado após a colação de grau para obter emprego e ter, com isso, um conforto maior para desenvolver minha preparação para a magistratura (que eu sabia que seria longa). (mais…)

FELIZ ANO NOVO!

Oi, pessoal! 🙂

Quando fiz esse site em julho desse ano, não sabia bem o que me esperava. Na verdade, não esperava nada. Tinha acabado de passar na DPU e finalmente tinha tempo livre. Tinha também muitos resumos e não queria deixá-los esquecidos numa pasta do HD. Agora, quase 6 meses e 90 posts depois, sou muito feliz por ter criado o site, que me trouxe, antes de tudo, amigos. Os números de acessos e as estatísticas não significam nada perto das pessoas que conheci e das mensagens carinhosas que recebi e ainda recebo.

Por isso venho aqui sem nenhum resumo pra postar, mas com um desejo: que vocês tenham o 2016 que tanto sonham. Para muitos, 2016 será o ano da aprovação. Para outros, será o ano de plantar pra colher mais tarde, mas com a certeza de que colherão. Lembro que 2014 foi certamente o pior ano da minha vida. Uma das preocupações de 2014 foi justamente o medo de não passar num concurso. Pressão, ansiedade, insegurança e a sensação de que não estava evoluindo mais. Jamais poderia imaginar quanta coisa maravilhosa 2015 me ofereceria. Uma dessas eu gostaria de compartilhar com vocês:

IMG-20151211-WA0004

A posse de 22 defensores públicos federais no dia 10 de dezembro. Esse foi o melhor fim de ano que eu poderia esperar: tudo valeu a pena. 🙂

Que venha 2016!

Martina Correia

DPU